Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Di Di Di... Di Maria

Desde a última vez que aqui escrevi o Benfica jogou por três vezes, um empate em Berlim, uma vitória na Catedral e outra em Matosinhos.

 

Hertha

 

Se na primeira mão fiquei algo desapontado com a nossa exibição, porque achei que poderíamos ter resolvido logo lá a eliminatória e rodar mais o plantel no jogo em casa, já nesse mesmo jogo de terça-feira vi uma das melhores exibições colectivas do Benfica esta época. Não foi a maior goleada, não foi o jogo mais emocionante, não foi o jogo que massacrámos mais o adversário, mas foi com certeza o jogo em que a equipa num todo conseguiu fazer correr a bola e os alemães e os nossos iam-se mexendo o necessário. Claro que a equipa com quatro golos de vantagem a meia-hora do fim optou por abrandar o ritmo das trocas de bola e das corridas, afinal de contas no sábado seguinte tinhamos uma deslocação tradicionalmente difícil.

Dos golos pode-se destacar a triangulação argentina no primeiro, o oportunismo de Cardozo aliado às primorosas assistências do Angelito no segundo e no quarto golo, e por fim o sabor especial que me deu o "calar de boca" que o Javi proporcionou a todos os "perguntadeiros dos jornais" que entre as duas mãos mais se preocuparam como o auto-golo em Berlim.

 

Di Di Di... Di Maria

 

Ontem foi a deslocação ao terreno dos pescadores, e pela segunda vez esta época ficaram de rede cheia. Previa-se uma partida com um sentido, como se viu duas semanas antes no empate do Porto lá, um Leixões fechado a tentar o contra-ataque em velocidade e os lances de bola parada, onde poderiam criar perigo através do Pouga e do F. Cardozo.

 

Na primeira parte ainda se viu algum Leixões, atrevendo-se no início visto ter o Benfica entrado menos pressionante que o habitual. Os jogadores foram acelerando e o perigo foi aparecendo, primeiro num remate de cabeça do David Luiz ao poste e depois no primeiro golo do Di Maria, que foi inexplicavelmente anulado, vendo-se na repetição que o auxiliar nem conseguia ver o argentino tornando desde logo impossível a posição irregular, no entanto mais me espantou quando na repetição se vê perfeitamente que só é levantada a bandeirola quando ficou claro e certo que o Di Maria não desperdiçaria aquela oportunidade, situação que deveria ser reencaminhada e esclarecida pela Direcção do Benfica junto da Liga.

 

 

Acabou por alguns minutos mais tarde surgir o golo, num remate do Éder Luís que desvia no defesa do Leixões, e não no Cardozo, e trai o guarda-redes entrando junto ao poste esquerdo da baliza. Os outros golos foram do artista da noite, Angel Di 'Magia', espectáculo que por razões 'técnicas' começou mais tarde já na segunda parte. O primeiro golo foi num remate à entrada da área, descaído sobre a esquerda o remate foi forte, no entanto o guarda-redes leixonense não ficou bem na fotografia.

 

 

O segundo e o terceiro golos foram mais duas obras-primas, uma chapelada de todo o tamanho ao guardião adversário depois de mais uma assistência de Carlos Martins por cima de todos os adversários e feita novamente de pé esquerdo, o terceiro golo do Di e quarto do Benfica foi marcado já perto dos 90 minutos, num remate colocadíssimo que nem deu hipótese de defesa ao Diego que optou por nem se mexer.

 

 

Deste jogo realçar também a excelente exibição do Cardozo apesar de não ter marcado, o Éder Luís que também é jogador de muita 'pilha' e que depois de melhor se adaptar ao jogo da equipa se pode tornar num caso sério. Destaco especialmente o moço Airton, mas que jogador, vi-o muitas vezes pois sou espectador assíduo dos jogos do Flamengo e a pequena dúvida que tinha em relação à adaptação dele ao nosso futebol esfumou-se em pouco tempo. O miúdo tem classe, tem 20 aninhos, é rijo, e mostra uma maturidade táctica fora do normal para a idade.

 

 

Gostei das opções do treinador, não vou dizer que não tive dúvidas no início mas que rapidamente se dissiparam, apostou em jogadores menos utilizados e num sistema táctico diferente, composto por áreas de derivação, alterando-se durante as várias fases do jogo. Parece que o tão afamado 'losango de Jesus' não é assim tão imprescindível como tanto por aí se escrevinha e apregoa.

 

 

P.S.: Ontem à tarde o Benfica empatou 4-4 com o Belenenses em futsal a jogar em casa, nada de muito grave, mas muito grave é a imparcialidade doida dos comentadores da RTP, esta é mais uma razão para encher as caixas do correio dos emails dessa "estação de serviço púbico." E que ganhem os lagartos para ver se realmente servem para qualquer coisinha.

Posted by Ruben Alves às 20:15
link | COMENTAR! | favs

Sempre Fiéis

RSS

COMENTÁRIOS

BOM DIA. BOA ANÁLISE.DIA 27 TODOS À LUZ, ENCHER A ...
Sendo assim ja não é assim tão descabido. Não fazi...
O Costinha é sportinguista desde miúdo (ele e o Ma...
Vê este blog: www.porumbenficamaior.blogspot.comPo...
Amigo ruben alves , Tenho de estar de acordo cont...
lOL epa eu acho que apanhei a imagem na melhor alt...
Se reparares bem, bem , bem, a bola não está compl...
Caro Viriato,Se até no estado em que se encontra o...
eheheheheheheh as batatadas que cairam no chão, pa...
o golo do Paneira é qualquer coisa de fantástico.....

MAIS COMENTADOS

6 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários

todas as tags

História

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO