Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

Sempre Grandes III - Glenn Hoddle

GLENN HODDLE - "THE MAGIC"

 

É sem dúvida uma das mais controversas figuras do futebol inglês, Glenn Hoddle de seu nome, foi admirado principalmente das gentes de Londres, principalmente nos arredores de White Hart Lane. Juntou-se aos Spurs com 17 anos, depois de superar algumas lesões nos joelhos, logo nessa idade se estreou na equipa principal num jogo contra o Norwich City, tendo já um passado nas selecções jovens inglesas. Médio-ofensivo, de remate fácil e preciso, de bola para ou corrida, visão de jogo e qualidade de passe como poucos, as bolas sem dúvida gostavam dos seus pés. De 1975 a 1987, ascendeu, confirmou-se e triunfou no mundo do futebol, marcando 88 golos em 377 jogos. Considerado por muitos o mais talentoso jogador inglês da sua geração, foi principalmente na sua selecção que o resto do mundo conheceu o seu valor, vendo-o participar nos mundiais de 1982 e 1986 (sendo um dos jogadores deixados para trás no brilhante golo de Maradona), e nos europeus de 1980 e 1988. Em 1987 decidiu sair da ilha britânica e rumar ao Principado para jogar no clube local, o AS Monaco, onde permaneceu quatro épocas, facturando 27 golos em 69 jogos. Depois desta aventura forasteira decidiu voltar a casa em 1991, para jogar no Swindon Town, acumulando também as funções de treinador, permaneceu duas épocas, salvou o clube da descida à Third Division e subindo na época seguinte à First Division, tendo sido criada nessa mesma época a Premier League. Os seus feitos não ficaram indiferentes, e os dirigentes do Chelsea contrataram-no para a dupla função, decorria agora o ano de 1993. Manteve-se como treinador-jogador até 1995, conseguindo chegar á final de uma FA Cup, e a uma meia-final de uma Taça das Taças. Cumpriu uma última época no Chelsea mas apenas como treinador, quando em 1996 aceitou o convite para ser seleccionador nacional inglês, onde foi encarregado de tornar a selecção nos "leões" (assim ficou conhecida a sua geração de futebolistas ingleses) que outrora tinham sido. Podendo considerar a sua tarefa um sucesso, principalmente pela Mundial'98, onde apenas foram eliminados nos pénaltis pela Argentina (oitavos de final). Foi já em 1999 o ponto negro da sua carreira, ao ser despedido pela federação inglesa ao afirmar que "As pessoas deficientes são assim porque pagam por pecados cometidos em vidas passadas". Depois deste episódio treinou respectivamente o Southampton, Tottenham e Wolverhampton de onde saiu em 2006, permanecendo até hoje inactivo. Desfrutem agora de alguns grandes momentos do nosso terceiro 'Sempre Grande'.

 

THE MAGIC...

 

...HAPPENS

Posted by Ruben Alves às 04:12
link | COMENTAR! | favs

Sempre Fiéis

RSS

COMENTÁRIOS

BOM DIA. BOA ANÁLISE.DIA 27 TODOS À LUZ, ENCHER A ...
Sendo assim ja não é assim tão descabido. Não fazi...
O Costinha é sportinguista desde miúdo (ele e o Ma...
Vê este blog: www.porumbenficamaior.blogspot.comPo...
Amigo ruben alves , Tenho de estar de acordo cont...
lOL epa eu acho que apanhei a imagem na melhor alt...
Se reparares bem, bem , bem, a bola não está compl...
Caro Viriato,Se até no estado em que se encontra o...
eheheheheheheh as batatadas que cairam no chão, pa...
o golo do Paneira é qualquer coisa de fantástico.....

MAIS COMENTADOS

6 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários

todas as tags

História

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO